Imagem capa - PAPO DE MÃE: Como manter a autoestima após o nascimento do bebê por João e Marina Fotografia
Papo de Mãe

PAPO DE MÃE: Como manter a autoestima após o nascimento do bebê

Quando nasce um filho, nasce também uma mãe. Não há quem discorde dessa afirmação, porém não se pode esquecer que por trás das fraldas, mamadeiras, lenços umedecidos e noites em claro, sempre existiu uma mulher e é com ela que nós queremos conversar hoje.


Manter a autoestima no dia a dia já não é fácil, imagine após tornar-se mãe quando todos os olhares e atenção são direcionados para o bebê e sua vida passa a ter um único objetivo: seu filho. E tudo bem, a gente sabe que é assim que acontece, mas para que a experiência da maternidade possa ser desfrutada da melhor forma possível, a mamãe tem que lembrar que ela também precisa de apoio, cuidado, carinho e atenção - dos outros e de si mesma.



(Imagem: Nayara e Gabriel em seu Ensaio de Dia das Mães com 7 meses. João e Marina Fotografia)



O puerpério traz consigo muitas mudanças na vida de uma mulher: transformações no corpo, na rotina, na forma de agir e pensar. Insegurança, medo, sensação de impotência, comparações e pouco tempo para cuidar de si enquanto o corpo se recupera do parto são fatores envolvidos na baixa da autoestima. 




Afinal de contas, o que uma mamãe precisa nesse momento para manter a autoestima enquanto mulher? 


Antes de entrar nesse assunto, é importante definir o conceito de autoestima, que não tem a ver apenas com se sentir bonita, com um corpo padrão, cabelos com brilho e unhas pintadas. Autoestima é a qualidade de quem se valoriza, se contenta com seu modo de ser e demonstra, consequentemente, confiança em seus atos e julgamentos. É basicamente a forma como a pessoa julga a si mesma. 


(Imagem: Aline, Gael 9 meses. João e Marina Fotografia.)








- Valorize e acolha seu processo enquanto mãe


Nesse período, todos os olhares estão voltados para o bebê e são muitas as dúvidas e comparações, principalmente hoje em dia com acesso a mídias sociais: a grama do vizinho nunca pareceu tão verde! Mas o primeiro passo para restabelecer sua autoestima é valorizar o seu processo enquanto mãe. Enalteça suas descobertas e acertos. Acolha as coisas que acha que não foi tão bem, como aprendizado. É tudo muito novo e mesmo que você não seja mãe de primeira viagem, cada bebê é único e você está se saindo muito bem nessa jornada!


(Imagem: Mabel e Théo, 9 meses. João e Marina Fotografia)





(Imagem: Alini e Melissa, 1 ano e 4 meses. João e Marina Fotografia).


- Peça ajuda e verbalize seu cansaço


Você precisa de descanso e ajuda. Não se sinta envergonhada ou impotente por isso. Rede de apoio é fundamental ao processo e é direito seu ter um tempo para descansar. Inclua o papai no processo e divida as atividades da rotina.  Vovós, dindos e titios também podem participar.


Ah! Você não deixa de ser uma boa mãe por estar com sono e pedir para tirar um cochilo. No avião, por exemplo, a regra é clara: se for preciso utilizar máscaras de oxigênio, primeiro em você e depois nos outros. Não tem como cuidar de alguém se você estiver exausta.




(Imagem: Lilian e Helena, 5 meses. João e Marina Fotografia).



- Mantenha o romance


Provavelmente, a última coisa que você pensa no momento é em relações sexuais, mas manter a chama acesa não precisa necessariamente de sexo - e nem é recomendado nos primeiros 30 a 40 dias após o parto. Cultivar um bom clima entre o casal com seus apelidos carinhosos (evitem se chamar de "pai" e "mãe"), carícias e elogios ajudam a manter o romance em alta e a autoestima da mamãe enquanto mulher, mais alta.



(Imagem: Karina e Isis, 7 meses. João e Marina Fotografia)


- Vaidade


Encarar o espelho pode mudar a forma você se percebe. Cada curva do seu corpo carrega um pedacinho da sua história. Seu corpo se preparou para a maternidade e agora se prepara para voltar ao que era antes e nem por isso você precisa esperar perder peso para usar uma roupa que gosta, ou esperar o cabelo parar de cair para fazer uma hidratação, a pele melhorar para fazer uma maquiagem. A vaidade tem papel fundamental para recuperar a autoestima, pois valoriza a sua beleza natural e te lembra que por trás das pausas para amamentação, existe uma mulher.



(Imagem: Nayara e Gabriel, 7 meses. João e Marina Fotografia)



- Fotografia

Você não é modelo e posar pode parecer uma péssima ideia nesse momento qual você mal tem tempo para dormir. Mas assim que você tiver as fotos do seu ensaio em mãos, a satisfação será tanta que você não esperará um minuto para postar e mostrar para o mundo que a sua grama também é verde - e sim, você é uma mulher incrível que merece muitas curtidas e elogios.


Você sabe, somos fotógrafos de famílias e lidamos especificamente com a maternidade real e tudo que ela envolve, inclusive a autoestima abalada nas mamães. Mas se produzir para uma sessão de fotos pode ser o pontapé inicial para a retomada daquele amor por quem você é - como mulher e também como mãe, que está aí e só precisa ser relembrado.





Maquiagem, cabelo, unhas, escolha do look, carão e seu bem mais precioso nos braços: combo perfeito para que você se sinta a mulher mais poderosa e realizada do mundo. E nós podemos te ajudar a lembrar disso todos os dias.


(Imagem: Giovana e Gustavo, 8 meses. João e Marina Fotografia)



Entre em contato para saber como funciona a sessão Especial de dia das Mães que está rolando. Temos certeza que você vai resgatar a autoestima que habita em você!


Beijinhos, família João e Marina ♥